segunda-feira, agosto 21, 2006

porque só eu me desconheço

porque só eu me desconheço
que ainda me espanto
com meu auto descaso


minha ignorância
meus defeitos verdadeiros demais
e a insistência em mensagens difusa


não me transpareço nem a mim mesmo

(o que vi talvez fosse miragem
- estou sempre repleto delas,
quase sufocado)


aperto o gatilho
mas ainda sim sou
incapaz
de concluir qualquer glória


acerto meu próprio pé
só pra ver



minha falta de fé











(não repare o leitor em eventuais erros de acentuação. texto não revisado. é, cru mesmo. e sem molho.)

2 Notas:

Blogger Priscila Andrade said...

Eu e Altivo! Qualquer nota em boa hora :)

Bjs.

9:18 PM  
Blogger Leandro Jardim said...

Grande Tostes,

Entrei em contato com teu trabalho nas Flaps aqui do Rio e de sua Sampa... gostei bastante!

"O mínimo" está aqui, firme e forte, se equilibrando na minha prateleira e meio a todo tipo de poeta!

abração!
ah, é ótimo texto esse!

5:16 PM  

Postar um comentário

<< Home