quinta-feira, janeiro 04, 2007

SOBRE O AMOR E A NOSSA LOUCURA


eu sei que sou
estranho confuso muito louco até demais
e as vezes acordo na noite com sonhos estranhos
mas espero que você atureas minhas crises de paranóia

e se as noites forem muito longas
o seu colo é como o âmbar de uma tarde
em que todo dia eu volto do serviço
sabendo ter onde recostar

é que a culpa disso tudo é que eu
te amo te amo te amo te amo te amo te amo
até mais do que eu queria
(confesso que sempre preferi
os amores onde não amava tanto
mais contidos
me sentia mais seguro assim)

as minhas brigas com o telefone
o banco o mecânico o governo o trânsito o jornal
são muito chatas
mas você até que ri disso tudo
e da luz que eu esqueci de pagar

e acho que é por isso
que o seu sorriso é um lago tranquilo
onde passeio com meu barquinho
pretendendo os nossos segredos de amar

é estranho mas o nosso desejo mora
nas viagens de ônibus no carro na cozinha
em farta companhia na nossa cama king size
ou nos brinquedos que queremos ter
e no final das contas a gente adora
se aventurar em conhecer o mundo e o querer

eu te entendo você me entende
e o estranho é que a gente não consiga
se entender
mas a nossa aceitação pode até mesmo
curar algumas das nossas neuroses

e mesmo inseguros autosuficientes
capazes de criar muros intransponíveis
conseguimos nos entregar
devagarinho

por isso que tenho certeza
que com o nosso amor
e alguns eletrodomésticos
a gente pode até mesmo
se casar





(alguém notou que eu postei isso?)

6 Notas:

Blogger rodrigo ciríaco said...

ôpa eu notei.
e gostei!
abraço

3:15 PM  
Anonymous paloma said...

Simmmm Pedróvski
alguém notou que você postou isso
...hehehe
abrindo o coração...
oooohhhhhhhh
como são sensíveis os poetas

5:18 PM  
Blogger Beatriz Tavares said...

Ai que lindo, Pedro! Todos os pedidos de casamento deviam ser assim... Aposto que ela aceitou na hora!

2:12 AM  
Anonymous Búfalo Suburbano said...

Grande!

Boua forma de exprimir com sensibilidade o cotidiano... Fina e rara forma é bom ressaltar... rsrs

12:18 PM  
Blogger Luciana Frayha Righi said...

Grande Pedro Tostes! Não se lembrará de mim, mas eu não pude me esquecer de sua presença em julho do ano passado no teatro Glaucio Gill, na Terça ConVerso!!! Eu fui ao sarau e praticamente fui obrigada a recitar minha humilde poesia, rss...ressalto: era a noite de poemas eróticos. Gostei muito do seu blog, e visitei também a página "A graganta da Serpente", fiquei encantada!! Parabens!!! Vc é um poeta que possui um manso desespero seco. Abraços!!

12:27 PM  
Anonymous binns said...

eu tambem notei e gostei.
não sei se já disse, mas gosto demais de suas poesias e textos. e esses poemas trocados entre vcs são realmente lindos. eu admiro muito e fico feliz.
tudo de melhor pra/vcs_merecem.

4:55 PM  

Postar um comentário

<< Home