terça-feira, setembro 04, 2007

antigo, idos de 03/04. qualquer hora volto a postar recentes.

A ARMA DO CRIME

acendo um cigarro
dou mais um gole no absinto
o gosto de anis
se mistura com a fumaça

de repente vejo o Tempo passando
faço menção de pará-lo
para dizer algumas coisas
mas não
Ele não parou

Porque Cronos
o mais poderoso Titã
iria dar atenção a um ser
cuja espécie Ele ignora?

fiquei frustrado
por isso escrevi esse poema
para matar o tempo
ao menos, desse jeito,
me senti vingado

3 Notas:

Blogger Vi ViS said...

Este comentário foi removido pelo autor.

5:33 PM  
Blogger Vi ViS said...

Vc transmite Emoção ao se expressar Belo poema! Parabéns.
Bjus Vivis Matos

Visite minha pag; http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=26186

5:35 PM  
Blogger Julia Pastore said...

muito boa a forma de desconstruir o tempo. melhor é a vingança como motivação. belo poema.

ah, me avise quais textos meus vc usou, e onde estão, por favor!

saudações poéticas!

12:22 PM  

Postar um comentário

<< Home